Seja bem-vindo(a), Faça login

Grelha para carne de pedra,36 cm com acabamento em cobre
  • Grelha para carne de pedra,36 cm com acabamento em cobre
  • Grelha para carne de pedra,36 cm com acabamento em cobre
  • Grelha para carne de pedra,36 cm com acabamento em cobre
  • Grelha para carne de pedra,36 cm com acabamento em cobre

Grelha para carne de pedra,36 cm com acabamento em cobre

Sku: 2314

Categoria: Chapa Para Carne de Pedra de sabão

ISBN: 06

Por R$ 74,00

à vista R$ 70,30 economize 5% no Depósito Bancário

ou em 2x de R$ 37,00

Ver parcelas
1xdeR$ 74,00 Sem Juros Total: R$ 74,00
2xdeR$ 37,00 Sem Juros Total: R$ 74,00
1xdeR$ 75,48 Sem juros Total: R$ 75,48
2xdeR$ 37,74 Sem juros Total: R$ 75,48
3xdeR$ 25,16 Sem juros Total: R$ 75,48
4xdeR$ 18,87 Com juros Total: R$ 75,48
5xdeR$ 15,10 Com juros Total: R$ 75,48
6xdeR$ 12,58 Com juros Total: R$ 75,48
7xdeR$ 10,78 Com juros Total: R$ 75,48
8xdeR$ 9,44 Com juros Total: R$ 75,48
9xdeR$ 8,39 Com juros Total: R$ 75,48
10xdeR$ 7,55 Com juros Total: R$ 75,48
11xdeR$ 6,86 Com juros Total: R$ 75,48
12xdeR$ 6,29 Com juros Total: R$ 75,48
13xdeR$ 5,81 Com juros Total: R$ 75,48
14xdeR$ 5,39 Com juros Total: R$ 75,48
Frete e Prazo

Simule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região:

Descrição do Produto
[Compre Grelha de pedra sabão] tem como vantagem a sua longa durabilidade; retém o calor por longo tempo; não altera o sabor dos alimentos; não é atacada por ácidos; além de ser bonita e decorativa.picanha na grelha de pedra sabão sem duvida ficara muito mais gostosa. Medidas Diâmetro:36 cm
Informações do Produto
Compre Grelha de pedra sabão tem como vantagem a sua longa durabilidade; retém o calor por longo tempo; não altera o sabor dos alimentos; não é atacada por ácidos; além de ser bonita e decorativa.picanha na grelha de pedra sabão sem duvida ficara muito mais gostosa. Medidas Diâmetro:36 cm Receitas Não importa se é mal passado ou ao ponto. A maioria dos brasileiros adora preparar e saborear um bom churrasco com a família, os amigos mais chegados e até os colegas de trabalho. A grande vantagem nos dias de hoje é que carne pode ser encontrada sem dificuldades nos estabelecimentos comerciais brasileiros e não faltam locais para reunir a turma. Os locais preferidos são os parques e as beiras de rios. A arte de fazer um churrasco está na vontade de quem o faz. Como em toda refeição, sempre é necessário, além de fazer bem feito, tratar os ingredientes com carinho e cuidado. Dessa forma, o sabor será realçado e o churrasco, certamente, elogiado até pelos japoneses, nem tão afeitos a carnes super-gordurosas. Um churrasco mal preparado pode por a perder todo o clima animado do evento. Confira, a seguir, dicas para preparar um ótimo churrasco, receitas de preparo e os cuidados para não desrespeitar as normas de conduta na Terra do Sol Nascente. Bom apetite! Qual carne? Você sabia? - Segundo os historiadores, a carne assada na brasa foi fundamental na formação do conceito de confraternização, pois sua divisão era feita em torno da fogueira, onde as pessoas se reuniam para comer - Não há como dizer qual povo inventou o churrasco. Por isso, ele é considerado universal. Mas o prato ganhou raízes fortes no Uruguai, Argentina e sul do Brasil, locais onde virou ícone da culinária - No Rio Grande do Sul, a tradição despontou no século XVII, época em que a região era disputada por paulistas e castelhanos e ocupada por milhares de cabeças de gado selvagem - No princípio, o churrasco era raro, pois não havia preocupação com o comércio da carne bovina, e sim com a obtenção de sebo e couro. Dessa forma, eram realizadas vacarias - em que os peões matavam os bois, cortavam as partes fáceis e as cozinhavam inteira em um buraco aberto no chão. O tempero resumia-se às cinzas do braseiro - Só no final do século XVII o prato começou a ser difundido no resto do Brasil, com a criação de novas técnicas de preparo. Surgiam, então, os primeiros cortes especiais da carneAs melhores peças para se preparar um bom churrasco são: picanha, maminha, fraldinha, miolo de alcatra, contrafilé e entrecorte (contrafilé de costela), além de frango e lingüiça. No momento da compra, a primeira regra é verificar se a carne é proveniente de um animal jovem. A segunda é o corte – que deve ser feito sempre no sentido transversal às fibras. Caso contrário, a carne endurece e fica crua por dentro. Leve os bifes à grelha de pedra sabão logo que forem fatiados e temperados. Já a picanha, o frango e a lingüiça merecem atenção especial. Picanha O ideal é comprar peças pequenas (de 1kg a 1,5kg) e com camadas médias de gordura. A gordura, aliás, é um fator importante, pois ela é responsável pelo gosto e maciez da carne. Uma boa dica é dar uma “sapecada” na picanha. Pegue a peça inteira, jogue sal grosso por toda a superfície e coloque na grelha de pedra sabão com a gordura para baixo. Quando a capa ficar mais mole e dourada, vire-a. A gordura derretida penetra nas fibras e a parte inferior é assada. Depois, com a peça macia e pronta para ser fatiada, você pode optar por colocá-la no espeto (inteira ou picada), prepará-la grelhada ou na chapa. Frango O mais comum, no churrasco, é usar asinhas e coração, mas nada impede que o frango inteiro (de preferência, um de tamanho grande) também seja assado. Nesse caso, recomenda-se grelhá-lo em um espeto giratório, sem esquecer de prender as asas, coxas e outras partes salientes. Em pedaços, pode ir direto para a grelha de pedra sabão. A vantagem do frango é que a pele e a camada de gordura protegem a carne do ressecamento – sem falar que seu sabor é neutro. Agora, caso prefira grelhar pedaços sem pele, não deixe de envolver a carne em uma fatia de toicinho e besuntá-la com manteiga ou óleo. Senão, ela fica seca Lingüiça Eis uma ótima opção para o churrasco, pois não exige tempero e, caso ainda esteja no freezer, descongela rapidamente. O melhor jeito de grelhar uma lingüiça é com calor médio, não muito perto do braseiro, para evitar que ela se rompa. Gomos gordurosos devem receber um corte na parte superior – assim, a gordura escorre e o prato fica mais saudável. Já as lingüiças pequenas precisam ir para o espeto (de madeira ou metal). Dica importante: procure embrulhar lingüiças mais gordas com uma folha de papel alumínio. Isso impede que os pingos de gordura caiam no fogo e estraguem a carne. Descongelamento Nunca deixe a carne descongelar em temperatura ambiente. O certo é tirá-la do freezer um dia antes do preparo e passá-la para a geladeira, onde perderá o gelo lentamente. O que sobrar do churrasco pode ser congelado novamente e utilizado apenas mais uma vez. Mas isso só é válido para peças cruas – não há como reaproveitar o que já foi assado. Fogo Acenda a churrasqueira com uma hora de antecedência. Quando for preparar a carne, o braseiro deve estar bem quente e vermelho. Caso ele se torne fraco, vá colocando pedras grandes de carvão até repor a temperatura. Se surgirem labaredas, troque o alimento de lugar e, para abafá-las, jogue um pouco de cinzas ou areia branca. Tenha em mente que não é o fogo, mas sim, o calor da brasa (cuja distância da grelha deve ser de 10 cm) que assa a carne Carvão O carvão deve ser de qualidade (atualmente, o de eucalipto é um dos mais usados, pois tem menos pó e produz bastante calor e pouca fumaça). Não economize na quantidade e só ponha a carne na churrasqueira quando o braseiro estiver formado. Também evite colocar mais pedras com o alimento ainda na grelha. Se for mesmo necessário, espere alguns minutos até que as labaredas desapareçam por completo. Virada da carne Não vire muito a carne durante o cozimento. Se você quiser filés ao ponto, basta apenas uma virada, dois ou três minutos após colocálos na grelha de pedra sabão. Para cortes bem passados, aumente esse tempo para quatro a seis minutos. E olho vivo nos talheres: prefira uma espátula (ou um pegador) ao garfo na hora de virar a peça. Ao ser espetada, ela perde parte do suco, responsável pelo sabor e maciez O ponto certo Não é difícil descobrir o ponto certo do churrasco. Com as costas de um garfo, aperte levemente a carne que está sobre a grelha de pedra sabão. Observe que parte de seu suco se desprenderá, e quanto mais vermelho ele for – e mais elástica apresentar-se a carne –, mais malpassado encontra-se o alimento. Outra dica: sirva rapidamente a churrascada. O resfriamento compromete sua qualidade O que acompanha Para um bom e tradicional churrasco, os acompanhamentos são os mais simples possíveis. Arroz branco na panela de pedra sabão, farinha de mandioca temperada e torrada e uma boa salada (com muitas folhas e tomate) dão conta do recado Se preferir, também pode incluir uma salada de batata com maionese. Mas cuidado: faça o molho em casa ou use maionese industrializada. Evite comprar o prato já pronto, em especial nos dias quentes. Cuidados Fazer churrasco é bom. Mas não se esqueça que as regras de comportamento no Japão são diferentes e devem ser respeitadas. Saiba como fazer a sua confraternização sem provocar problemas para si mesmo: - Leve o lixo para casa. Os materiais não deterioráveis podem causar grandes danos ao meio ambiente - Se o local estiver congestionado, tente colaborar e ceda passagem quando for necessário - Não faça fogueira diretamente no solo e leve uma churrasqueira com suporte - Não lave churrasqueiras e utensílios domésticos em rios, porque a gordura e o detergente vão poluir a água - Deixe os carros nos estacionamentos indicados ou em locais que não atrapalhem o tráfego de veículos - Após às 21h, não faça barulho como soltar fogos de artifício, cantar karaokê ou ligar o som em volume alto Receitas Picanha ao vinagrete com sal grosso - Selecione uma peça de picanha de 1 kg a 1,5 kg. O vinagrete é preparado à parte, com três ou quatro dias de antecedência, para apurar melhor o sabor. As medidas e ingredientes utilizados são flexíveis, dependendo do gosto de cada um, porque o “segredo” é a utilização do sal grosso. Além do vinagre, limão também pode ser utilizado. A ele, acrescenta-se tomate, cebola e pimentão bem picados, um pouco de azeite de boa qualidade, uma pitada de pimenta do reino e uma medida moderada de sal grosso – o ideal é ir colocando o sal e provando o vinagrete, até atingir o ponto considerado ideal. Condimentos extras, como salsa, cebolinha e salsão, podem ser adicionados a gosto. - Corte a peça de picanha em pedaços menores, distribuindo igualmente a gordura entre eles. Antes de levar a carne à churrasqueira, finque as peças em um espeto grande e mergulheas no vinagrete por cerca de um minuto. O ideal é assar por cerca de 20 minutos, em fogo médio, mas sempre virando o espeto e “vigiando” a carne, que estará “no ponto” quando a gordura ficar dourada. - Na hora de servir, as peças devem ser cortadas em bifes, distribuindo igualmente a gordura entre eles. Dica O segredo é dosar bem os ingredientes e não dispensar o sal grosso (receita de Genival Justino Silva, mais conhecido como Didi, responsável pelas carnes do restaurante Nova Urbana, em Nagoya, província de Aichi) Picanha ao alho - Selecione uma peça de picanha entre 1 kg a 1,5 kg. - O tempero deve ser preparado desde a véspera, deixando 100 gramas de alho descascado, mergulhado em meio a um copo de vinho branco. - No dia seguinte, acrescente uma colher de sopa de sal refinado, uma pitada de pimenta do reino branca, 10 gramas de salsinha moída ou desidratada e mais uma pitada de noz moscada. - Bata bem os ingredientes: esse molho é o “segredo” do tempero. - Não retire toda a capa de gordura da picanha – o ideal é deixar cerca de um centímetro de gordura. - Fatie a peça em bifes de cerca de nove milímetros de espessura. Mergulhe os bifes no molho de alho pouco antes de assar – não é preciso deixar muito tempo de molho. - Em seguida, coloque-os na churrasqueira, procurando virar a carne com freqüência. Não há um tempo certo para assar a carne, pois isso depende da temperatura da churrasqueira. O ideal é ficar “de olho” na carne e retirar quando chegar ao ponto desejado – há quem prefira carne malpassada, outros não. Só não pode deixar assar demais, para não endurecer a carne. Dica O vinho branco, além de ajudar a amaciar a carne, dá um sabor especial quando combinado a esses condimentos (receita do cozinheiro Kiyoshi Sato, responsável pelas carnes da Churrascaria Boi Gordo, na província de Mie.)
Avaliação dos Clientes
  • Nenhum comentário foi postado para esse produto, seja o primeiro!